quarta-feira, 8 de abril de 2009

Quero ser pequena...criança por mais 24 horas!

Eu descobri que não era mais criança quando não ganhei mais colo.
Acho que nada machuca mais do que alguém ter que explicar que você pede carinho e também precisa de atenção. Não culpo ninguém...mas acho que só dou colo. Já me esqueci a última vez que tive um.

Queria correr pro meu quatro, onde tudo parecia ser grande, e abraçar meu travesseirão (porque nunca gostei de urso de pelúcia)...e tentar ser criança por pelo menos mais 24 horas.

Meus papeis de cartas ficavam guardados, onde hoje estão contas. Meu relógio de plástico, virou um de verdade, que parece estar quebrado, de tão rápido que seus ponteiros giram...mesmo que eu corra, não consigo acompanha-lós.

A verdade é que eu nunca quis crescer. Mas também acho que com isso aprendi a brincar de viver. E eu brinco tanto que nunca canso. Estou sempre com um sorriso no rosto, pronto para o que der e vier (mesmo que por dentro eu esteja triste...muito triste). É que eu guardei dentro de mim a criança, e dou vida a ela sempre que preciso, inclusive quando chego em casa e brinco de Barbie, casinha e ballet com minha filhota.

Ontem, eu olhei no espelho por alguns minutos. Não sou mais a mesma. Tenho 30 anos. E até ontem, me via exatamente como hoje vejo minha Julia, de quase 6 anos.

Outro dia vi um texto em que a pessoa dizia: “Pensando bem, não é a gente que cresce. É o mundo que muda de tamanho e esquece de nos avisar.”

Hoje sem beijocas...

4 comentários:

Mirela Leme disse...

lindo!

está na lista dos seus melhores, com certeza!

fiquei imaginando um filme...

Creco disse...

Estou ouvindo Titãs - Não vou me adaptar.
"Mas quando eu me olhei no espelho achei tão estranho / A minha barba estava desse tamanho"...

nayara disse...

Lembro que quando criança me divertia até com os brinquedos quebrados pela casa...

Hoje já não é mais tão divertido montar o quebra-cabeça da vida!

As peças não se encaixam como antes!

BeijoOoo >♥<

Obs: Post mara...

QUEM ÉS TU? disse...

Você disse tudo. Papéis de carta agora dão lugar a contas. Belo raciocínio. Que saudade do meu Comandos em Ação!
Bjo

Cleber