quinta-feira, 26 de maio de 2011

Complicada e perfeitinha...

Costumo dizer que sou uma pessoa NORMAL, sem manias. Acho que o fato de dizer isso, já é uma mania, velada, mas é.

Tenho tentado me conhecer melhor, achar meus defeitos, revirar meus monstros e tentar me redescobrir. E uma coisa que muito tem me preocupado, são manias que até então achava normal, mas que se eu não ficar atenta, posso virar uma versão feminina do Senhor Roberto Carlos, cheia de T.O.C. Segue uma listinha de ‘manias’.

- Desde o surto de H1N1, lavar as mães e passar álcool virou minha rotina. Sempre tenho meu álcool na bolsa;

- Meu dinheiro nunca está bagunçado na carteira. Arrumo as notas em ordem decrescente, e todas viradas para o mesmo lado.

- Banheiro público, sempre vou na última cabine. Até foi isso que me assustou, ontem, no congresso que estou participando, entrei no banheiro, e aguardei para usar a última cabine. Detalhe, tinha outras duas vazias, e sem perceber, eu esperei para usar a última.

- Todas as noites faço religiosamente as mesmas coisas antes de dormir, como um robô.

Agora é sério, a partir de hoje, vou tentar não fazer nada disso. Já baguncei o dinheiro na carteira. Xixi, farei em qualquer cabine, vou tentar sair da minha rotina diária...mas o álcool, pra quem usa transporte público em São Paulo, ainda ficará na minha bolsa.

Beijocas...


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Papo sério (2)...

Conversando com minha mãe, ‘ Fulana está grávida de Ciclano, blá blá blá blá blá’. Bem quietinha ao nosso lado, a Julia atenta a conversa, e diz:

- Não entendo. Como assim, Fulana está grávida de Ciclano?

Minha mãe só me olhou e disse, pergunta difícil. Enquanto minha cabeça já estava a milhão em busca de uma resposta (não mentirosa), porém maquiada para a idade (7 anos), e cheia de explicações fofas...

- Filha, como você imagina que uma pessoa fica grávida da outra?

- Do mesmo jeito que você ficou grávida de mim. Como a Fulana pode estar grávida de Ciclano se os dois são adultos? A mãe não fica grávida da criança que está na barriga? Nunca entendo porque vocês falam que ficou grávida de outro adulto. Vocês são malucas!

Enfim, concordamos com a Julia, e caímos na gargalhada.

Como é bom ser criança e ter resposta para tudo. Isso faz com que eu aprenda a ser bem mais simples nas minhas respostas, pois as crianças sabem tudo, nós que aprendemos com elas dia a dia.


Beijocas...


quinta-feira, 19 de maio de 2011

Frustração

Na verdade escrevi este post faz um tempinho. Mas como o Blogger estava fora do ar, ele ficou guardado aqui, e acabo de encontrá-lo.

* * *

Hoje, pela primeira vez na vida, senti o que meus pais sentiam cada vez que voltavam para casa tristes, após uma reunião de escola. Uma mistura de impotência, raiva, desilusão, nem sei quais palavras usar, ainda estou meio desnorteada.


Esta noite, teve reunião de pai no colégio da minha filha. Ela, com 7 anos, está no 3º ano do ensino fundamental. Até hoje, cada reunião que ia, ouvia das professoras, ela é uma fofa, educada, inteligência, mas fala bastante. Até aí, filha de peixe, peixinha é (quem me conhece sabe que sou mega falante).


Mas hoje o diálogo foi diferente.A professora ressaltou que ela é esperta, inteligente, educada, porém INDISCIPLINADA, DESATENTA E VIVE NO MUNDO DA LUA. Caí no choro na reunião mesmo. Me senti uma mãe inútil, relapsa, ausente, etc.


Juro, meu mundo caiu. Por mais que eu conheço a minha filha, vi que não a conheço.


Minha cabeça está um turbilhão. Cheguei em casa da reunião como uma bomba relógio, e explodi, gritei, chorei, tirei o direito dela assistir a TV por assinatura por 1 mês (se melhorar na escola), falei, falei, falei. Ela, chorando me prometeu melhorar e como castigo, foi dormir bem mais cedo.


Já eu, estou aqui, mil por hora, me sentindo a pior mãe do mundo e com muita vontade de chorar e desabafar, e o blog nestas horas, é o meu melhor companheiro, já que ser mãe solteira faz o remorso da educação pesar em dobro, já que faço as vezes de pai e mãe.


Hora de tentar dormir...


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ficar pra tia...

O jargão ‘vai ficar pra tia’ nunca me assustou, até porque o vejo com bons olhos.

Em 2005, ‘fiquei pra tia’ pela primeira vez, quando nasceu meu sobrinho Pedro, diga-se de passagem, o gatão da tia Lu. Em 2006, ‘fiquei pra titia’ mais uma vez, com o nascimento da mini Branca de Neve, a nossa Malu.

Hoje, 4 de maio de 2011, estou ansiosa aguardando a notícia de que ‘fiquei pra tia’ pela terceira vez, com a chegada da Isabela. Já vimos a carinha dela nas fotos no ultrassom (em 4D), já sentimos ela chutar a barriga da Érica, quando a Julia e a Malu chamavam pelo nome dela, e agora, estamos querendo sentir o cheirinho dela, e falar pessoalmente o quanto já a amamos.

Espero que a Érica tenha uma boa hora, que vá com Deus. Que o papai Ricardo se mantenha calmo, e que a Isa, que certamente será bela, seja muito bem vinda à família de Luca!

Beijocas...

terça-feira, 3 de maio de 2011

Passeio da escola...

Sabe aquela sensação gostosa que sentimos um dia antes de um passeio?

Esta noite, senti ao contrário (agora como mãe), a sensação de ansiedade de uma criança.

Hoje, terça-feira, 3 de maio, minha filhota está em um passeio com a turma do colégio, aqui em São Paulo, cidade onde passo os meus dias, no trabalho. No roteiro deles, um visita a Cidade do Livro e também na Estação Ciência .

Sendo assim, ontem a noite em cima da cama já estava separado o uniforme, o tênis, a maquiagem (coisa de menina), além da mochila de lanches, com direito a salgadinho, refrigerante, bolinho de chocolate, água, enfim, todas aquelas delícias que futuramente, pra ela, terão gosto de viagem com a escola.

Já eu, estou apenas de corpo presente no trabalho hoje, meus pensamentos, estão junto com uma pequena, que é a grande razão da minha vida!

Beijocas...

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Natureza fantástica...

Outro dia, minha mãe, intrigada com as folhas cortadas em formato de bolinhas, acabou filmando o vaso em casa para ver o que estava acontecendo. E tivemos uma surpresa.

Você já ouviu falar sobre abelhas que envolvem os ovos em abrigos de folhas?

A abelha cortadeira forra seu ninho com folhas de rosas, lilás, salgueiro e laburno. A fêmea, diferente da abelha melífera devido às bolsas de pólen em seu abdômen, corta um pedaço oval de uma folha escolhida, dobra-o com a boca e carrega-o entre as pernas até o ninho — geralmente um buraco estreito e fundo numa árvore, muitas vezes feito por larvas de besouro.

A abelha começa revestindo o fundo do ninho com o pedaço de folha. Depois sai novamente e corta um minúsculo círculo de folha para forrar a base do buraco do ninho.

Veja o vídeo feito em casa:
http://www.flickr.com/photos/lucianadeluca/5657015827/in/photostream

Beijocas!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Sorte do dia...

Estava com tanto medo do mês de abril, e o papai do céu me presenteou com um dia maravilhoso de sol, almoço bom com amigos queridos, conversas intermináveis, músicas especiais (totalmente saudosista), e para arrematar, hoje estou num astral tão bom, que sei que a tendência ainda é melhorar!

Olha que nem é mentira, mesmo sendo dia 1º de abril!

Beijinhos...


quinta-feira, 31 de março de 2011

Tudo anotadinho...

Já se foram os três primeiros meses do ano, e definitivamente abandonei minha agenda lá em janeiro. Pois é, como uma boa aquariana, não sei usar agenda. E não é que descobri algo novo (pra mim, pois os italianos já descobriram esta maravilha no século 19), chamado Moleskine.

Moleskine é um bloco de notas de uma linha especial, com qualidade fora do comum. Pra começar, o papel é acid-free, então não fica amarelado ao longo do tempo. Diz a história de Pablo Picasso e Van Gogh (até o Indiana Jones), já usavam esta maravilha.

Mas infelizmente, um moleskine no Brasil, custa em média 7

0 reais, e não 9 dólares como nos EUA. Então, comprei um caderninho lindo, e amanhã, já em abril, começo uma vida mais organizada no meu ‘Luluskine’.

*Conheci a dica no blog Vida Organizada , que é tudo de bom!

Beijocas...


quarta-feira, 30 de março de 2011

Eu não comeria lá...

No meu caminho, passo diariamente em frente a uma lanchonete (famosa em SP), e em um nobre endereço: Avenida Cidade Jardim. O lugar é bem legal, tem uns grados fantásticos, e já marquei de encontrar amigos lá, mas acabamos desmarcando por incompatibilidade de agendas.

Mas não é isso que eu ia contar, e sim, que agora tenho convicção de que não como mais naquele lugar. Hoje já é quarta-feira (30.03), e desde segunda (28.03), uma poça de sangue, já seca, mas ainda bem vidente, até com pedaços da vítima, estampa a calçada do estacionamento da lanchonete. O que adianta ser um lugar chique e não tem higiene? Não venha me falar que a sujeira está na calçada, até porque a calçada é de responsabilidade deles. E é pela apresentação que se percebe a maneira que você será tratada.

Minha maior indignação não é com a sujeira do local, e sim na forma com que não se dá o mínimo de atenção pelo respeito ao ser humano. Confesso que não é nada agradável ter que passar no local, e pular a marca de sangue. Pior que não tenho alternativa, é meu único caminho.

Sem comentários...


* Tenho procurado no Google acidentes e assaltos naquela região, para saber exatamente o que aconteceu. Mas até agora nada.

domingo, 27 de março de 2011

Mulher moderna...

Às vezes pesa muito esta coisa de querer ser uma mulher moderna, inclusive tenho perguntado ao Papai do Céu: por que eu escolhi ser assim? Mas, agora é tarde.

Como ontem escrevi sobre os brigadeiros que são remédios para a TPM , lembrei de uma acontecimento que ainda não foi relatado aqui no blog, e que agora divido com todos.

Outro dia, a Julia (minha filha de 7 anos), tinha uma lição de casa, na qual ela tinha que escrever na apostila uma receita da mamãe. Eis que a pequena vira e fala:

Filha - Mãe, pode ser receita da vó?

Eu, que moro com meus pais e não cozinha nunca, falei:

Eu - Pode Ju, mas a mãe tem receitas também (enquanto buscava uma lá no fundo na minha memória). Tem aquela receita de torta de presunto e queijo que você gosta!

Filha – Não, eu como, mas não gosto, você faz muito salgada.

Eu – Nossa. Filha, desculpa, achei que você gostava. Também pensei que sabia fazê-la.

Filha – Mãe, lembrei o que você faz que eu adoro: BRIGADEIRO DE MICROONDAS...

E esta foi a receita da lição: Brigadeiro de microondas especial da minha mãe.

Sem comentários...rs.


Beijocas...

sexta-feira, 25 de março de 2011

TPM

Antigamente, era raro sentir os efeitos da TPM.

Hoje, aos 20 e 12 anos, uma vida mega corrida e o stress do dia a dia fazem com que a temida síndrome me ataque completamente.

Percebo que ela chegou porque fico mais chorona do que o normal, tudo me irrita, inclusive perguntas idiotas. Sei que deve ser INSUPORTÁVEL estar ao meu lado, porque até eu mesma tenho vontade de me afastar.

E hoje, pesquisando algum remédio para isso, achei o melhor dos melhores:

A idéia é da Maria Brigadeiro (amo demais). Inicialmente achei que era uma brincadeira, e me surpreendi. A criação de Juliana Motta, dona da marca. A caixa com 8 unidades sortidas custa R$ 30.

Adoro ver alguém muito criativo (coisa que infelizmente vim desprovida disso para este mundo)....rs

Agora, dá-lhe brigadeiro!

Beijocas...


quarta-feira, 23 de março de 2011

Novo olhar da vida...

Não sei exatamente o que tem acontecido, mas ultimamente tenho olhado a vida de outra maneira, menos critica e bem mais sensível.

Como a TV fica ligada o dia todo no trabalho, acabo vendo pedacinhos de programas, e alguns me chamam a atenção. Como aconteceu na semana passada, com a entrevista dos ‘Victores Valentins’ do passado e do presente, no programa da Ana Maria Braga, e a emocionante história do jornalista Arthur Xexéo.

Xexéu lembrou: “Luis Gustavo era o ator preferido do meu pai, ele parava para ver Ti-ti-ti. Em 85, ele estava mal, com uma doença terminal. E ele adorou a novela! Era o momento da alegria que ele tinha às 7 da noite, quando começava Ti-ti-ti. Ele gostava quando o Victor Valentim aparecia. O dia dele era para esperar a novela começar. Às 7 da noite tudo melhorava porque Ti-ti-ti entrava no ar. Achei que ele ia ficar nervoso e morrer antes da novela acabar, mas ele assistiu tudo, só morreu depois que o último capítulo foi exibido. Ele não se permitiu morrer enquanto a novela não acabasse”.

Com esta matéria, acabei lembrando da minha avó Anunciata. Em 1990, quando ela se foi, passava a novela Pantanal (na Manchete). Em cada lapso de memória da minha querida, ela se via em meio trama, conversando com Zé Leôncio, Juma, etc. A novela tinha uma grande importâncias, pois também era um momento em que minha avós se desligada da vida real (e de sua enfisema pulmonar), e se ligava naquele mundo de fantasia.

Hoje penso que antes de criticar um programa de TV, vou pensar duas vezes, pois ele pode fazer toda a diferença na vida de uma pessoa.

* Veja a matéria: http://maisvoce.globo.com/videos/v/murilo-benicio-e-luis-gustavo-se-despedem-de-ti-ti-ti-no-mais-voce/1463055/

Beijocas...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Boas desculpas para quem cai na rua...

Sabe aquela sensação, “eu queria um saquinho de padaria para enfiar na cabeça”.
Pois é, senti isso hoje na hora do meu almoço. Confesso que até perdi a fome.

Estávamos indo almoçar, Flávio, Flávia e eu, eis que ao atravessar a rua, não consegui subir na guia, tropecei e me estatelei no chão. Ralei as duas palmas da mão, e os joelhos (que estavam protegidos pela calça). Antes de levantar do chão, já estava rindo. O mocinho que estava vindo na minha direção não sabia se ria, se ajudava, se corria. E eu só pedi assim:

- Vamos sumir daqui porque estou com vergonha!

Foi aí, que no almoço, surgiram todas as desculpa para um tombo. Ou melhor, para os amigos que acompanham aquela figura desastrada:

- Ela é muçulmana, e esta é a hora que ele reverencia Alá...rs

- Ela está aí procurando o brinco (que é bem pequenininho)...rs

- Não, ela não caiu, ela gosta mesmo é de encerar a calçada...rs

- O problema é que ela não perde esta mania e imitar a Daiane dos Santos, e sai por aí rolando...rs

- Não se preocupe, ela cai sempre...coitada, bebe demais. A gente avisa, mas quem somos nós...rs

- Ela não caiu, só está farejando pra ver quem passou nesta calçada...rs

E para fechar com chave de ouro, vem o comentário da amiga Renata D´Ângelo: “Após o tombo, a melhor coisa a fazer é simular um desmaio...mas levante antes do SAMU chegar para não virar notícia no Datena”.


* Hoje o Blog da Pipi/ Mirela (http://oblogdapipi.blogspot.com/ ) está com minha cara. E o meu, com a cara dela...rs.

Beijocas...

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

20 e 12 anos!

Pois é, neste sábado (19/02), chego aos 20 e 12 anos. Acredito que não um ano mais velha do que o ano passado, e sim um ano mais nova do que o ano que vem!

Como este ano promete ser especial, meu aniversário terá 25 horas (com o término do horário de verão)...sendo assim, começo a comemorar hoje, sexta (18/02), no meu lugar preferido!

Vamos nos jogar?

Beijocas...

Triiimmmmmm... (Parte 2)

Escrevi este post em 2010. Mas repito ele agora em 2011, porque aconteceu novamente, e com a mesma pessoa. Acho que em 2012 ou ele acerta, ou vai dar parabéns atrasado...rs.

Mas na boa, fico feliz assim mesmo. O que vale é a intenção!

Segue o texto:

“Já cedo o telefone toca, e eis que ouço uma voz beeeemmm conhecida:

-Bom dia moça! E aí como está o seu dia?
Eu: - bem e vc?
- To bem, só estou ligando pra te desejar parabéns!
(silêncio)
Eu: - por que?
- ué, não é seu aniversário?
Eu: - Não, meu aniversário é daqui 16 dias. Acho que você ligou para a pessoa errada. Ma valeu a intenção, até porque já recebi parabéns atrasado, nunca tão adiantado.
(silêncio)
- poxa, desculpa.
Eu: - Imagina, desencana, obrigada pela lembrança!

Enfim, acho que isso só acontece comigo....rs. Mas valeu mesmo. é bom ser lembrada mesmo que não é o seu dia!”

Beijocas...

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Aniversário do blog!

Opa, ontem este “Cantinho Escondido” fez 2 anos. Parabéns cantinho, você me socorre nos momentos em que preciso gritar, mas prefiro escrever (até porque faz bem menos barulho).

Curiosa como sou, fui ler a primeira historinha, na qual explico porque o blog tem este nome: “... este primeiro post relembra uma música da Marisa Monte que leva o nome 'Cantinho escondido'. A letra tem tudo a ver com este espaço criado para desabafos, críticas, aprendizados, futilidades, lições de vida, boas risadas, enfim, um espaço para todos!”

E para quem não conhece a música, vale ouvir:
http://letras.terra.com.br/marisa-monte/515187/

Porém, quando escrevo no blog é como um desabafo, sem imaginar a grandeza disso, que agora me assusta. Graças ao Google Analytcs, tenho os números reais de pessoas que passaram pelo blog neste ano. É estonteante.

De 10 de fev/2010 até ontem passaram por aqui 4.290 visitantes, sendo que 75,78% foram novas visitas, e o recorde delas foi dia 20 de dezembro de 2010, com 117 visualizações neste único dia.

Leitores de vários países, como Portugal, EUA, França, Rússia, Argentina, Canadá, Alemanha, Austrália, Suíça, Espanha, Japão, Chile, Holanda, Eslovênia, Índia, Malásia, Croácia, Polônia, Áustria, Peru, Angola, Cabo verde, México, Romênia e Vietnã. Assustador, né?



Obrigada a todos que fazem deste Cantinho Escondido, uma caixinha de surpresas. Parabéns para todos nós!

Beijocas!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

'China in box'

Voltei de férias, e a equipe a mil com um job do Ano Novo Chinês (comemorado na última quarta, dia 2), e claro, arregacei as mangas e entrei nessa.

Confesso que não sabia quase nada das tradições chinesas, porém, pessoalmente, é impossível não ficar encantada com os as roupas, os dragões, leões, símbolos, cores, mitos, as lendas e crença, e tudo mais que faz com que esta cultura milenar perdure até hoje, e que pouco conhecemos.

Algumas vezes, o lado jornalista fala mais alto, e na busca de entrevistados para as tvs e rádios presentes no evento no Masp, esqueci do detalhe que aquele momento para eles, era exatamente como o nosso Ano Novo. E pra variar eu, rainha dos foras, abordei o Cônsul exatamente às 14 horas (virada do ano na China), para levá-lo ao programa que estava sendo transmitido ao vivo, e em troca ganhei um sorriso e um sonoro “Feliz Ano Novo”. Juro que fiquei sem reação. Me dei conta de que aquele era o momento dele fazer seus rituais, sei lá, me afastei por uns 3 minutos, e só depois voltei a chamá-lo.

Depois da vergonha, me dei conta que acabo sendo muito egoísta quando o assunto é o trabalho. Espero melhorar neste ano 4709 (ano chinês), ops, agora em 2011.

Ah, como não podia faltar uma foto, não resisti quando vi o momento “china in box”, que mostra que criança, independente da nacionalidade, aproveita todo momento para curtir a vida, até mesmo brincando de casinha dentro de uma caixa de papelão! A foto diz tudo:

Bom, feliz ano novo chinês, ano do coelho!

Beijocas...

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Energias renovadas

É fato. Férias são primordiais.

A cabeça fica em ordem, os dias são mais bem aproveitados, paramos para prestar atenção em certos detalhes que na correria do dia a dia perdem a importância. Sinto como se eu fosse um aparelho eletrônico, que depois de uma boa recarga, volta a funcionar com força total.

Em um resumão (já costumeiro desta Lu de Luca), nestas férias voltei a Porto Seguro, Arraial d’Ajuda, conheci Santa Cruz Cabrália, e praias maravilhosas que há 10 anos, pra mim não tinha muita importância (pois o que queria em Porto era curtir os famosos luais).

Descobri que minha Julia é uma peixinha. Sem medo do mar, da piscina, dos rios, etc. E confirmei o que já sabia, ela é a melhor companheira do mundo, a “topa tudo da mamãe”.

No retorno das férias, encontramos toda a família na festa de 40 anos de casado dos meus pais, com a casa cheia de pessoas queridas e muita conversa boa. Logo em seguida, voltei a ser a fada do dente por uma noite. Aproveitei, coloquei em ordem meus livros, meus discos, minha vida. Mudei o visual, e por fim, recomeço o ano na contagem regressiva para completar meus 32 anos muito bem vividos.
Beijocas...