segunda-feira, 9 de março de 2009

Que país é este?

Depois de uma semana super agitada e que passou em um piscar de olhos, retomo minhas postagens com um assunto que está na boca do povo, e nem é o Ronaldo Fenômeno, e sim a frase do presidente Lula, "eu acho que, neste aspecto, a medicina está mais correta que a Igreja", no caso de risco de morte em que corria a menina de apenas 9 anos, que após ser abusada pelo seu padrasto, descobriu estar grávida de gêmeos.

Sou católica (batizada, fiz catecismo, crismei), e tenho muita fé em Deus, Nossa Senhora (todas elas), Santo Antonio, Santa Terezinha das Rosas, São Miguel e todos os outros santos....porém, estou cada dia mais distante da igreja. Agora com esta história, um pouquinho mais.

Gostaria de saber, quantos assassinos, que mataram pais de famílias e pessoas inocentes já foram excomungados? Pois bem, o arcebispo de Olinda excomungou a mãe e os médicos de menina de 9 anos que teve seu aborto (garantido por Lei em caso de estupro), na penúltima semana, já em seu quarto mês de gestação, alegando a violação do quinto mandamento: Não matar!

Acredito eu que é impossível amar um filho fruto de um estupro. Filho de uma situação da qual deveria ser a tortura desta menina, que tinha que satisfazer os desejos sexuais do monstro marido de sua mãe. Menina que ainda tem idade para brincar de boneca, querer ser princesa, de ter sonhos, de acreditar em Papai Noel, Coelhido da Páscoa, e até mesmo nas pessoas boas....e que tudo deve ter desmoronado como um castelo de cartas com este 'precoce pesadelo de vida.'

E com o caso da excomungão??? É revoltante saber dos diversos casos de abuso sexual dentro das igrejas, feitas por padres que hoje julgam o fato de um médico ter cumprido seu juramento, de salvar uma vida. O que seriam destas crianças gêmeas, nascidas de uma mãe de 9 anos de idade, vivendo em condições precárias e a mercê seu “vôdrasto pedófilo”, para serem abusadas também?

É, graças ao bom senso de uma equipe médica, elas não sofrerão o mesmo que sua mãe...serão dois anjinhos no céu de um Deus totalmente justo.

3 comentários:

Mirela Leme disse...

Lu, meu Deus parece com o seu...

É com ele que converso, dentro da Igreja ou em qualquer lugar, até no banheiro...

MONICA DE LUCA disse...

O pior é saber que o padrasto não vai cumprir nem 10 anos de prisão, vai sair em 5 e a mãe que é uma cumplíce de tudo oq aconteceu, pois acho impossível uma mãe não saber oq acontece com seu filho, não vai pagar nada aqui.
Acredito que Deus está tão do lado de uma criança como essa como está do lado da mãe que não deu nenhuma importância a violência sofrida pela filha.
Acredito que a mãe, assim como o padrasto, monstros impunes e seu querido bispo, "rsrsrs", ainda vão pagar muito caro pelo que fizeram.

nayara disse...

Como pode...

Queria o bispo que os médicos deixassem a menina a mercê do acaso e esperar pra ver o que aconteceria...deixando não só uma vida em risco mas sim as três?!

Onde esta aiii a tão respeitada valorização da vida!E como se não bastasse, ainda excomungar...

Meu...desta vez concordo com Lula!

BeijoOo.. >♥<