segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Com tampinha...

Outro dia, naquele mesmo 'bat local', chego no balcão e nada do atendente, eis que surge um garçom:

-Pois não?
-Por favor, uma Quilmes.
-Aqui está.
(e vejo a cerveja com a tampinha).
-Tem que abrir.
-Pois é, mas não consigo.
-Abrir com o abridor moço.
-Não, tem que girar.
(Para tudo!!! o cara fazia a maior força do mundo e não girava nem um milímetro da tampinha).
-Moço, esta cerveja só abre com abridor.
-Imagina, tem que girar.
(e mais força, acompanhada de muita careta).
-Ai ai ai viu. Tenta o abridor.
-Nossa, abriu.
-Viu só? Viva! Obrigada!

Acho que isso só acontece comigo.
Fui até embora mais cedo, até porque, este não foi dos melhores.

Beijocas

4 comentários:

Nayara C'Oliveira - Naná disse...

E coloca careta nisso viu Lú...detalhe, ele era tão magrinho, tão magrinho que deixou até mais engraçado...rs

Pensa numa coisa boa Lú, se um dia precisar de dinheiro extra, pode trabalhar de garçonete. Ao menos já sabe quando usar o abridor!...hehe

BeijoOo

MONICA DE LUCA disse...

Tem gente q é lesada msm!!!

Bjs

Paulo Emirandetti Jr disse...

...pedir cerveja argentina da nisso Lú...da próxima vez tente uma Stella, até uma Nortenha, mas fuja sempre dos hermanos...rsrsrsr

Mirela Leme disse...

Sem contar que você deixou a cerveja lá e foi embora. E adivinha quem bebeu? E gelada ainda!

Não ligo nem para sobra de comida, ainda mais para sobra de cerveja! rs...

Achava que só a minha cerveja preferida, a Heineken, só abria com abridor, mais uma coisa que aprendo com a Lu de Luca...

beijos!